Warning: Undefined array key 0 in /home/dms01sciservers/sites/showsite.com.br/wp-includes/meta.php on line 638

Warning: Undefined array key 0 in /home/dms01sciservers/sites/showsite.com.br/wp-includes/meta.php on line 638

Warning: Undefined array key 0 in /home/dms01sciservers/sites/showsite.com.br/wp-includes/meta.php on line 638
Você está visualizando atualmente Pastejo alternado ou Rotação de pastagens: Qual a Melhor Técnica?

Pastejo alternado ou Rotação de pastagens: Qual a Melhor Técnica?

Veja qual a melhor técnica: o pastejo alternado ou rotação de pastagens? Confira!

A pecuária desempenha um papel fundamental na produção de alimentos e na economia agrícola. Para garantir o sucesso da atividade, é necessário adotar práticas de manejo, como o pastejo de animais. 

Nesse contexto, duas técnicas têm se destacado: o pastejo alternado e o rotacionado.

Ambas apresentam vantagens, e a escolha da melhor técnica depende de diversos fatores, como o tipo de pastagem, o tamanho do rebanho e o objetivo do produtor. 

Confira a seguir algumas características e diferenças entre o pastejo alternado e a rotação de pastagens, que irá te ajudar a decidir qual é a melhor opção para o seu sistema produtivo. Acompanhe a leitura!

Sumário

O que é um pastejo alternado?

O pastejo alternado, também conhecido como pastejo contínuo, é uma técnica na qual o rebanho permanece em uma mesma área de pastagem por um período prolongado, geralmente meses ou até mesmo o ano todo.

O objetivo principal é permitir que os animais tenham acesso livre aos pastos, permitindo que eles selecionem as plantas que desejam consumir.

Essa técnica é mais comum em sistemas extensivos e apresenta a vantagem de ser de fácil implementação, além de exigir menos mão de obra.

No entanto, o pastejo alternado possui alguma permanência. Como os animais têm acesso irrestrito à pastagem, há o risco de ocorrer superpastejo em determinadas áreas, o que pode resultar em degradação do solo e diminuição da produtividade. 

Além disso, a seletividade dos animais pode levar a um desequilíbrio na composição da pastagem, com espécies menos palatáveis ​​sendo deixadas de lado, o que pode comprometer a qualidade nutricional da dieta dos animais.

O que é a  rotação de pastagens?

A rotação de pastagens é uma técnica que consiste em dividir uma área de pastagem em piquetes menores, e movimentar o rebanho de forma programada entre esses piquetes. 

O objetivo é permitir que as áreas se recuperem do pastejo anterior enquanto os animais se alimentam em uma nova área. Essa técnica é mais comum em sistemas intensivos e apresenta diversas vantagens.

Uma das principais vantagens da rotação de pastagens é a recuperação da vegetação e do solo.

O período de descanso entre os piquetes permite que as plantas se regenerem, devido a um crescimento mais vigoroso e na manutenção da produtividade ao longo do tempo. 

Além disso, a rotação de pastagens permite um melhor controle do pastejo, evitando o superpastejo e favorecendo uma distribuição mais uniforme dos animais pela área.

Isso contribui para o aproveitamento máximo da pastagem disponível e para a manutenção de uma dieta equilibrada para os animais.

Qual a diferença entre pastejo alternado ou rotação de pastagens?

Embora tanto o pastejo alternado quanto a rotação de pastagens tenha o objetivo de fornecer alimento aos animais, existem diferenças entre essas técnicas. Confira quais são:

Manejo da pastagem

No pastejo alternado, a pastagem é utilizada de forma contínua, sem períodos de descanso. Os animais têm acesso livre à área, o que pode levar ao sobrepastejo e à destruição do solo. 

Por outro lado, na rotação de pastagens, a área é dividida em piquetes menores e o rebanho é movimentado de um piquete para outro em um cronograma estabelecido. 

Isso permite que cada piquete tenha um período de descanso, permitindo a recuperação da vegetação e evitando a degradação do solo.

Planilha de Gado

Controle do pastejo: Pastejo alternado ou rotação de pastagens?

No pastejo alternado, os animais têm liberdade para selecionar as plantas que desejam consumir, o que pode resultar em uma distribuição desigual da pressão do pastejo e na preferência por plantas mais palatáveis. 

Já na rotação de pastagens, o produtor tem maior controle sobre o pastejo, direcionando os animais para áreas específicas por um determinado período de tempo. Isso permite uma distribuição mais uniforme e uma melhor utilização da pastagem disponível.

Produtividade e qualidade da pastagem no pastejo alternado ou rotação de pastagens

O pastejo alternado pode levar à deterioração da pastagem ao longo do tempo, devido ao superpastejo e à seletividade dos animais. Isso pode resultar em menor produtividade e qualidade da pastagem. 

Por outro lado, a rotação de pastagens favorece a recuperação da vegetação e do solo, confiante para uma maior produtividade e qualidade da pastagem ao longo do tempo.

Como escolher a melhor técnica para o seu sistema de produção?

A escolha entre o pastejo alternado e a rotação de pastagens depende de vários fatores, como por exemplo:

  • Tipo de pastagem
  • Tamanho do rebanho
  • Disponibilidade de mão de obra
  • Objetivos do produtor 

É importante considerar as características do seu sistema produtivo e as condições locais para tomar uma decisão mais adequada. Aqui estão algumas perguntas consideradas:

  • Qual é o estado atual da sua pastagem? Se a pastagem já está degradada, a rotação de pastagens pode ser uma opção mais adequada para promover a recuperação.
  • Qual é o tamanho do seu rebanho? Em sistemas com rebanhos menores, o pastejo alternado pode ser mais viável, enquanto a rotação de pastagens é mais adequada para rebanhos maiores.
  • Qual é a disponibilidade de mão de obra? A rotação de pastagens exige um planejamento e manejo mais intensivos, o que pode exigir mais mão de obra. O pastejo alternado, por outro lado, requer menos gerenciamento e é mais simples de se implementar.
  • Quais são os seus objetivos de produção? Se você busca maximizar a produtividade e qualidade da pastagem, a rotação de pastagens pode ser mais indicada. Já se o objetivo é reduzir os custos de manejo e simplificar o sistema produtivo, o pastejo alternado pode ser uma opção viável.

Considerações finais

Tanto o pastejo alternado quanto a rotação de pastagens são técnicas utilizadas na pecuária para garantir o fornecimento adequado de alimento aos animais. 

Cada uma dessas técnicas possui vantagens e segurança, e a escolha da melhor opção depende das características do sistema produtivo e dos objetivos do produtor.

O pastel alternado é mais simples de ser implementado e demanda menos mão de obra, porém pode levar à deterioração da pastagem ao longo do tempo. 

Já a rotação de pastagens favorece a recuperação da vegetação e do solo, proporcionando maior produtividade e qualidade da pastagem, mas requer um planejamento e manejo mais intensivo.

Enfim, é essencial avaliar as condições específicas de sua propriedade e considerar fatores como o tipo de pastagem, o tamanho do rebanho, a disponibilidade da mão de obra e os objetivos de produção ao tomar a decisão sobre qual técnica adotar.

Em última análise, o manejo adequado da pastagem e o equilíbrio entre oferta e demanda de forragem são fundamentais para o sucesso da atividade pecuária.

Esta publicação “Pastejo alternado ou Rotação de pastagens: Qual a Melhor Técnica?” foi vista anteriormente no blog Tecbov, O Melhor e mais completo Sistema de Gestão de Gado de Corte

Deixe um comentário